Como conseguir um emprego temporário de fim de ano

Como conseguir um emprego temporário de fim de ano

Muito mais que uma graninha extra, o emprego temporário de fim de ano pode ser até uma experiência interessante para o currículo

Se antes o emprego temporário era uma alternativa de ganhar um extra no final do ano, hoje, mais do que nunca, as pessoas estão encarando essa opção como uma luz no fim do túnel. Afinal, 2015 não foi um ano fácil para os brasileiros, indo muito além do dólar acima de 4 reais e seus memes. O índice de desemprego ultrapassou os 8% neste ano, correspondendo a mais de 8 milhões de pessoas sem emprego formal. Assim, a esperança para quem busca o chamado emprego de final de ano é de ser efetivado e conseguir alguma estabilidade financeira.

Não peça emprego, ofereça vantagens

Com muitas pessoas interessadas em voltar ao mercado de trabalho, a concorrência em torno da vaga temporária cresceu consideravelmente. Logo, é preciso encontrar um meio de se destacar, pois se antes o empregador não exigia muitos requisitos para a vaga, hoje ele tem vários interessados e vai poder escolher baseado na qualidade do que é oferecido.
“O candidato deve mostrar interesse real na tarefa que vai executar, mesmo que não seja da sua área. É preciso oferecer seus talentos, mostrando como eles podem ser utilizados na função ofertada. Se existe um conselho que eu posso dar para quem busca um emprego temporário hoje é: não peça emprego, ofereça vantagens”, ensina o coach de carreira Bob Floriano.

Venda-se

Pode prestar atenção: muitas das vagas para emprego temporário são para a área de vendas. Assim, antes de vender qualquer coisa, é preciso saber vender seu currículo e seus talentos para conquistar um espaço no mercado de trabalho. Ressalte suas qualidades, como o trato com as pessoas ou a facilidade com contas e manipulação de caixa, por exemplo. Certamente você já tem algumas dessas experiências, mas nunca pensou em como explora-las a seu favor.
Lembre-se: você estará concorrendo com pessoas tão dispostas e engajadas quanto você. Então é melhor fazer a sua parte.

Pode colocar no currículo, sim!

Melhor do que ter um lapso de tempo sem fazer nada no seu currículo, é ter um emprego temporário. Mesmo que ele não seja na sua área de interesse, dificilmente você passou pela experiência sem aprender nada. Basta tentar enxergar como esse aprenzidado pode ser agregado à sua área de interesse e – novamente – vendê-lo na próxima entrevista de emprego.
“Normalmente as pessoas não colocam o emprego temporário no currículo porque acham que deprecia. Mas se a pessoa coloca como alternativa de oportunidade, isso é um diferencial. Inclusive porque todo mundo vende tudo o tempo todo – até mesmo o próprio currículo”, sugere Floriano.

Freelancer é o novo temporário

Apesar da área comercial ainda ser a maior fomentadora de vagas temporárias, muitas empresas dos mais diversos segmentos estão dando valor para o trabalho de freelancer. “O trabalho freelancer hoje é um novo tipo de serviço temporário, além das vendas, pois antigamente as pessoas só pensavam nela”, diz Andrea. “O emprego formal está, cada dia mais, extinguindo-se. O temporário tem um gás que quem está ali todos os dias não tem sempre.”

Por isso, saiba que hoje é possível pensar – e buscar – o emprego temporário fora da área de vendas, já que é uma realidade cada dia mais gritante.

Sobre o Autor

Grupo Consult RH administrator

Deixe uma resposta